Seguir por email

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Como acessar o Portal de Periódicos em casa


"Está sendo disponibilizado pelo Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) o acesso aos periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) - http://novo.periodicos.capes.gov.br - de casa através do serviço proxy. Esse serviço está disponível para toda a comunidade universitária. No entanto, cada pessoa deve solicitar a liberação, acessando www.sistemas.furg.br com sua identificação usual. 


Dentro dos sistemas da FURG deve-se clicar em “Painel de Controle” e logo em seguida no ícone “Periódico da Capes”. Nessa aplicação serão apresentadas as normas de uso do Portal. Estando ciente e concordando, deve-se finalmente clicar em “Liberar Acesso”. Tendo o acesso liberado, será apresentado um manual informando como configurar o proxyno seu navegador, de casa.


Em caso de dúvidas de liberação ou uso do Portal da Capes, entrar em contato com Simone Przybylski através do telefone 3233-6707 ou e-mail nidportal@furg.br. Se houver problemas na configuração do proxy, o contato deve ser feito com a Divisão de Suporte Técnico do NTI através do e-mail suporte@furg.br e dos telefones 3233-6576 e 3233-6943. "

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Fontes de inspiração para iniciar (ou avançar) pesquisas no campo teórico da Ciência da Informação





Basta clicar nas imagens para acesso direto em formato PDF:


Informação e Contemporaneidade: Perspectivas

Marilda Lopes Ginez de Lara; Asa Fujino; Daisy Pires Noronha (Organizadoras)

Temas de pesquisa em Ciência da Informação no Brasil

 Dra. Marilda Lopes Ginez de Lara; Dra. Johanna Wilhelmina Smit (Organizadoras)

 Além do texto da conferência da Profa. Dra. Olga Pombo, da Universidade de   Lisboa, o livro traz os dois melhores trabalhos apresentados nos oito GTs da  ANCIB relativos ao ENANCIB de 2008, realizado em São Paulo.

 

Sociedade da informação no Brasil : livro verde. 
Tadao Takahashi (org). Ministério da Ciência e Tecnologia


terça-feira, 27 de março de 2012

Fichamento de referências bibliográficas

Embora não haja obrigatoriedade para adotar um modelo de fichamento das leituras realizadas durante as investigações do TCC, frequentemente recebo solicitações para indicar um formulário que sirva como parâmetro para registrar a análise das obras contempladas no processo de pesquisa.

Para isso, elaborei um modelo. Simples. Básico. Funcional.

Basta fazer o download nesse link: http://depositfiles.com/files/4xwt8da53

sexta-feira, 16 de março de 2012

Investigação em/sobre Bibliotecas Universitárias

Compartilho convite:

Caros colegas, 
A revista Bibliotecas Universitárias: pesquisas, experiências e perspectivas, editada pela Biblioteca Universitária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem o objetivo de difundir o conhecimento em Biblioteconomia e Ciência da Informação, temas pertinentes às bibliotecas universitárias, abrangendo as questões teóricas e práticas das áreas em seus aspectos tecnológicos, humanos, sociais e afins.

Estamos recebendo artigos, relatos de experiência e resenhas para a segunda edição. As normas para publicação estão disponíveis no site 

Estamos recebendo artigos, relatos de experiência e resenhas para a segunda edição. As normas para publicação estão disponíveis no site http://www.bu.ufmg.br/rbu.

Atenciosamente,
Comissão Editorial
Bibliotecas Universitárias: pesquisas, experiências e perspectivas


quarta-feira, 14 de março de 2012

A escolha da metodologia

Todos os anos surgem novos alunos assustados com a necessidade de enfrentar o desenvolvimento do famigerado TCC. Percebem que em poucos meses terminará o prazo para defender os resultados das suas pesquisas diante de uma banca de professores. Soma-se ainda o fato que, em alguns casos, nessa fase iniciam a primeira experiência científico-acadêmica.

Após realizar leituras prévias (espera-se que sejam muitas ou, ao menos, suficientes) e a definição do tema e o referencial teórico da monografia, se depararam com diversas possibilidades metodológicas para o desenvolvimento de pesquisas na área de Ciência da Informação. Existe no mercado editorial uma variedade de livros sobre Metodologia da Pesquisa que oferecem detalhadamento sobre abordagens empíricas e métodos qualitativos e quantitativos que podem ser utilizados para o desenvolvimento de um projeto. Selecionei alguns que costumo indicar como leituras imprescindíveis para os meus orientandos, sendo que todos contemplam uma grande variedade de abordagens metodológicas.

Êi-los:
   






segunda-feira, 12 de março de 2012



* Do blog Posgraduando.com

O projeto de pesquisa é o planejamento detalhado de uma pesquisa que se pretende realizar. Além de facilitar o trabalho e antecipar dificuldades, o projeto proporciona ao pesquisador a chance de ver a sua pesquisa como um todo antes mesmo de começá-la.

1. Introdução e justificativa
Antes de tudo é necessário delimitar qual tema será o seu objeto de estudo. Com o tema da pesquisa bem definido, é hora de realizar a caracterização do problema. A introdução e justificativa é a oportunidade de "vender o seu peixe". Neste item deve-se introduzir o leitor, mesmo que leigo, ao assunto, mostrar a ele os problemas e convencê-lo da importância e da relevância do seu trabalho.

2. Objetivos
Qual é a finalidade da sua pesquisa? Os objetivos são as metas que se pretende atingir com a elaboração da pesquisa. Dependendo da magnitude do projeto, os objetivos podem ser divididos em gerais e específicos. Como o próprio nome diz, os objetivos gerais são aqueles mais amplos. Em geral, o primeiro e maior objetivo do pesquisador é o de obter uma resposta satisfatória ao seu problema de pesquisa. No entanto, para se cumprir os objetivos gerais é preciso delimitar metas mais específicas dentro do trabalho. São elas que, somadas, conduzirão ao desfecho do objetivo geral. A formulação dos objetivos - seja dos gerais, seja dos específicos - se faz mediante o emprego de verbos no infinitivo: contribuir, analisar, descrever, investigar, comparar.

3. Hipóteses
Uma hipótese é uma formulação provisória, com intenções de ser posteriormente demonstrada, constituindo uma suposição admissível. São as suas suposições para a solução do problema. A metodologia e a análise estatística serão escolhidas de modo que seja possível comprovar/rejeitar as hipóteses testadas.

4. Revisão de literatura
Na revisão de literatura deve-se mostrar o famoso "estado da arte", ou seja, o que existe na literatura a respeito deste problema. Os conceitos básicos, os experimentos já realizados que seguem uma linha parecida ou oposta com a sua, os avanços da ciência nesta área. Nos processos seletivos da pós-graduação, observa-se neste item se o candidato possui amplo conhecimento da literatura a respeito do tema, se as obras mais importantes foram citadas e se os assuntos atuais foram abordados.

5. Metodologia
Aqui devem ser listados todos os procedimentos, materiais, equipamentos e métodos necessários para testar suas hipóteses e cumprir seus objetivos. Antes de começar a escrever a metodologia, costumo fazer um roteiro utilizando o método do diagrama, que consiste em escrever num retângulo a pergunta principal e, no retângulo subseqüente, o que é preciso fazer e o que é preciso saber para responder esta pergunta. E assim sucessivamente, até se ter um esqueleto completo dos passos que serão precisos para chegar à reposta.

6. Cronograma
Com base na sua metodologia, faz-se necessário fazer o planejamento ao longo do tempo. Geralmente o cronograma é disposto em uma tabela com as atividades nas linhas e os meses ou as quinzenas nas colunas.

7. Referências bibliográficas
Tudo aquilo que não é de autoria sua deve ser devidamente referenciado por meio de paráfrases e listado nas referências, caso algum outro pesquisador ou consultor queira ter acesso à obra citada. 

8. Título
Apesar de ser o primeiro item a ser lido em um projeto, gosto de escrevê-lo no final, quando se tem uma visão mais abrangente do projeto. Algumas dicas importantes: evite começar o título com as palavras efeito, influência, avaliação, estudo, interação, etc. Se você está estudando, é óbvio que é para ver o efeito, a influência e por aí vai. Comece o título com a palavra mais importante do seu trabalho. Se você fosse resumir o seu trabalho em uma palavra, qual seria? Pois comece o seu título por ela. O Título deve ser claro, conciso e abrangente, permitindo uma compreensão inicial da sua finalidade. Terminada a redação do título, veja a sua coerência com os seus objetivos.

Alguns modelos podem pedir ainda os resultados esperados ou o orçamento, mais em via de regra, a maioria dos projetos possui uma combinação entre estes oito pontos principais.


Para visualizar um modelo de Anteprojeto de Pesquisa, faça o download clicando aqui.

quinta-feira, 8 de março de 2012

TCCs da FURG anos anteriores (por tema)

Recentemente alguns alunos solicitaram os títulos de todas as monografias defendidas no Curso de Biblioteconomia da FURG em anos anteriores.

Êi-los: http://depositfiles.com/files/fxawpnhb5